Rádio Online
 
 
pub
Home > Rede Apostólica > Cobertura Espiritual ou Fundamento Apostólico? (Parte 4)

Rede Apostólica

Cobertura Espiritual ou Fundamento Apostólico? (Parte 4)
 

Como visto nas edições anteriores, quando se fala em “cobertura espiritual” sobretudo fala-se em fundamento apostólico. “Cobertura espiritual” sem entendimento claro do que é “fundamento apostólico” é como querer construir uma casa sem que se saiba o que é o alicerce. A Bíblia diz que “com a sabedoria edifica-se a casa, e com a inteligência ela se firma” (Pv 24:3). Na Bíblia a casa é figura da vida de uma pessoa ou da igreja. Tomando este verso de Provérbios pode-se dizer que para se edificar a vida de uma pessoa ou para se edificar uma igreja local é necessário sobretudo de sabedoria e não somente boas intenções.

Toda estrutura de uma casa depende de seu fundamento. Quanto mais forte o fundamento maior a possibilidade de se edificar um grande edifício sobre ele. Quem constrói sem fundamento é como se estivesse construindo sem alicerces. Logo quando soprarem os ventos a casa cairá.

Por isso a Bíblia dá tanta ênfase ao fundamento, pois dele depende toda estrutura de uma “casa”. Se uma pessoa ou uma igreja não está bem fundamentada, ela não tem estrutura para suportar as dificuldades que virão, nem terá capacidade de crescer para se tornar uma grande obra.

O que é o Fundamento na Bíblia?

Se quisermos receber ou dar o que se chama hoje de “cobertura espiritual” para edificarmos a vida de pessoas e  igrejas locais temos que ter em mente muito claramente de que se constitui o fundamento. Ao observarmos na Palavra de Deus, vemos que o fundamento é constituído de vários componentes:

Jesus é o fundamento. I Co 3:11 diz: “porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que foi posto, o qual é Jesus Cristo”. Jesus é o fundamento da igreja. A construção de uma casa (vida ou igreja) começa pelo fundamento. Nos tempos bíblicos, a pedra angular era a primeira pedra colocada em um vértice do fundamento de um prédio e esta pedra tornava-se o referencial para construção de toda edificação. Toda construção partia desta pedra. Todas medidas partiam desta pedra. Ela era o início e a base de tudo. A bíblia nos diz que “ele mesmo, Cristo Jesus, é a pedra angular” (Ef 2:20, I Pe 2:7).

Doutrinas Básicas fazem parte do fundamento. Hb 6:1-2 nos diz: “deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até a perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em Deus, e da doutrina dos batismos, e da imposição das mãos, e da ressurreição dos mortos, e do juízo eterno. Existem certas doutrinas básicas que fazem parte de nosso fundamento. Estes ensinamentos são básicos e não podem ser removidos da base da igreja. Ninguém tem o direito de mexer ou retirar algum deles com o risco de toda casa cair.

Os Apóstolos e Profetas também são o fundamento. A função de Jesus no fundamento da igreja é única. Ele é a pedra angular. A pedra angular é apenas uma parte do fundamento. Se Jesus é a pedra angular do alicerce ele não é todo fundamento. Como vimos, as doutrinas básicas também fazem parte do fundamento da igreja. Jesus tem uma função específica e única no fundamento, mas não exclusiva. Além de Jesus, os ensinamentos que partem dele, da pedra angular, também fazem parte do fundamento. Da mesma forma, os apóstolos e profetas que também partem dele igualmente fazem parte do fundamento da igreja. A Palavra de Deus diz: “edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular” (Ef 2:20). Uma das poucas vezes que Jesus falou a respeito da igreja ele afirmou ao apóstolo Pedro: “eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja” (Mt 16:18). Temos aqui dois entendimentos:

Os próprios apóstolos e profetas são o fundamentos. No livro de Apocalipse o apóstolo João nos fala a respeito da nova Jerusalém: “a muralha da cidade tinha doze fundamentos, e estavam sobre estes os doze nomes dos doze apóstolos do Cordeiro” (Ap 21:14). Além de Jesus especificamente dizer que sobre Pedro (literalmente pedra, rocha) seria edificada a igreja, também no livro de Apocalipse nos é exemplificado que o fundamento da muralha da nova Jerusalém tinha o nome dos 12 apóstolos do Cordeiro. O significado dos apóstolos e profetas serem o fundamento está em que eles são as estruturas fortes da igreja visível que sustentam no cotidiano a sua força, estatura, expansão e caráter.

Os ensinamentos apostólicos são o fundamento. O apóstolo Paulo escreveu: “segundo a graça de Deus que me foi dada, lancei o fundamento como prudente construtor; e outro edifica sobre ele.” Paulo estabeleceu ensinamentos como fundamento para que outros edifiquem sobre estas bases. Os ensinamentos apostólicos também faziam parte do fundamento da igreja primitiva.

Continua na próxima edição explicando sobre os Fundamentos Apostólicos na atualidade ..

Ricardo Wagner, apóstolo

15/03/2007

Veja Mais...

19/Out/2006

Apóstolos e Profetas.