Rádio Online
 
 
pub
Home > Estudos > Estudos da Célula > A PROMESSA ESTÁ NA VISÃO

Estudos da Célula

A PROMESSA ESTÁ NA VISÃO
 

A Promessa Está na Visão (Ricardo Wagner, ap.)

Em função de Abraão ter crido na promessa de Deus recebendo um filho de Sara aos 90 anos, não levando em conta todas impossibilidades (a idade de Abraão e Sara e a esterilidade de Sara) para vir a ser o pai de todos os que crêem.” (Rm 4:11) Como a própria Palavra nos dá a referência que Abraão é o modelo para aqueles que creem, precisamos aprender com ele como funciona o processo da geração da fé e sua consequente efetivação.

Abrão estava num momento crítico em sua vida. Tinha 75 anos e não tinha nenhuma visão para seu futuro. Talvez estava decepcionado com a vida, pois não possuía filhos e sua esposa Sara já tinha passado da menopausa. Naquela cultura, os filhos eram a honra e a grandeza de uma família. E Abrão não tinha filhos e nem tinha sequer esperança para gerar, uma vez que sua mulher não tinha mais condições de engravidar. No meio da decepção, no meio da falta de possibilidades, no meio de um período de sua vida onde não havia mais esperanças, Deus vem a Abrão e promete-lhe não apenas um filho, mas uma grande nação que procederia dele.

Gn 12:1-2 – “1 Ora, disse o SENHOR a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei; 2 de ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção! Esta é a primeira vez que Deus fala com Abrão e lhe concede a promessa. Desde esta primeira vez, Deus dá uma visão concreta na qual Abrão poderia se apegar. Nesta primeira vez Deus usa a visão de uma “grande nação”. A palavra aqui usada e traduzida como “nação” também pode ser traduzida como “um grande enxame de gafanhotos” ou “grandes bandos de animais” (Sf 2:14). Deus levou a Abrão ver sua descendência desta forma. Como é incontável o número de gafanhotos num enxame, também seria impossível para Abrão contar o número de seus descendentes, tal seria a multidão de filhos que teria. Importante perceber que a promessa de Deus estava conectada com a visão que Deus lhe havia dado. Em um segundo momento, Deus vem novamente a Abrão e lhe reafirma a promessa:

Gn 13:14-16 – “14 Disse o SENHOR a Abrão, depois que Ló se separou dele: Ergue os olhos e olha desde onde estás para o norte, para o sul, para o oriente e para o ocidente; 15 porque toda essa terra que vês, eu ta darei, a ti e à tua descendência, para sempre. 16 Farei a tua descendência como o pó da terra; de maneira que, se alguém puder contar o pó da terra, então se contará também a tua descendência.”

Como da primeira vez, neste momento novamente Deus leva a Abrão (agora com 79 anos) ver o que Deus o estava prometendo. Primeiro ele deveria subir o monte Betel e olhar tudo ao redor. Deus linca a visão que ele tinha com a promessa que fez. A promessa estava atrelada a capacidade de Abraão conseguir ver o que Deus tinha para ele. Depois, Deus novamente compara a descendência de Abraão com os grãos do pó da terra. Toda vez que Deus vinha reafirmar a promessa, Ele dava uma visão. Deus vem pela terceira vez falar com Abrão:

Gn 15:1-6 – “1 Depois destes acontecimentos, veio a palavra do SENHOR a Abrão, numa visão, e disse: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, e teu galardão será sobremodo grande... 3 Disse mais Abrão: A mim não me concedeste descendência, e um servo nascido na minha casa será o meu herdeiro. 4 A isto respondeu logo o SENHOR, dizendo: Não será esse o teu herdeiro; mas aquele que será gerado de ti será o teu herdeiro. 5 Então, conduziu-o até fora e disse: Olha para os céus e conta as estrelas, se é que o podes. E lhe disse: Será assim a tua posteridade. 6 Ele creu no SENHOR, e isso lhe foi imputado para justiça.”

A terceira vez que Deus vem reafirmar a promessa a Abrão, Ele novamente atrela a uma visão: o número de estrelas no céu. Por último, agora tendo Abrão 99 anos, Deus aparece para ele novamente reafirmando sua promessa:

Gn 17:1-6 – “1 Quando atingiu Abrão a idade de noventa e nove anos, apareceu-lhe o SENHOR e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda na minha presença e sê perfeito. 2 Farei uma aliança entre mim e ti e te multiplicarei extraordinariamente. 3 Prostrou-se Abrão, rosto em terra, e Deus lhe falou: 4 Quanto a mim, será contigo a minha aliança; serás pai de numerosas nações. 5 Abrão já não será o teu nome, e sim Abraão; porque por pai de numerosas nações te constituí. 6 Far-te-ei fecundo extraordinariamente, de ti farei nações, e reis procederão de ti.”

Mais uma vez, Deus reafirma sua promessa a Abrão, mostrando que ele seria como um “Pai de Multidões” trocando inclusive seu nome de Abrão (que significa exaltado) para Abraão (que significa pai de multidões).

Vemos em Abraão o “modus operandi” de Deus para ativar a fé que traz a existência o impossível: “gerar uma visão palpável que expressa a promessa de Deus”. A visão representa e expressa a promessa, produz fé e nela está atrelado o compromisso de Deus para trazer a existência o impossível.

PERGUNTAS: Você já teve uma visão que Deus trouxe a existência? O que você consegue ver para seu futuro? Como você pode receber de Deus a visão que ele tem para seu futuro?

Reunião da Célula

1. Encontro

a. Enquanto as pessoas forem chegando, você pode deixar uma música de fundo rodando no ambiente. Isto ajuda a preparar o ambiente para célula e deixa mais descontraído.

b. Nunca deixe de dar muita atenção para os novos na célula. Eles precisam se sentir especiais (como realmente são).

c. Peça para as pessoas que trouxeram os visitantes, apresentarem estas pessoas. Receba a todos com muita expectativa e amor.

d. Quebra Gelo: Pergunta: Você se lembra de um sonho bom que teve? Este sonho se concretizou?

2. Exaltação

a. Se houver possibilidade, cante dois cânticos bem alegres. Se não há quem toque um instrumento, seria interessante que se tenha um aparelho de som e se colocasse uma música pré-selecionada que todos possam cantar juntos. Pode ser até um celular.

b. A presença de Deus é que faz com que as pessoas sejam transformadas na célula. Então valorize este momento para todos entenderem que sobretudo a presença de Deus deve ser valorizada e desejada.

c. Ore pelo andamento da célula e por cada pessoa!

3. Edificação

a. As circunstâncias que estamos vivendo podem nos levar a um desânimo e decepção produzindo uma falta de esperança, assim como aconteceu com Abrão. Precisamos aprender com a Palavra de Deus como nos comportarmos e como ativar nossa fé, apesar de todas as circunstâncias adversas.

b. Esta ministração tem o objetivo de levar os membros de nossa célula a aprender a ver as promessas de Deus para o AVANÇO de suas vidas neste ano. As circunstâncias não podem definir nosso futuro. A visão de Deus em nós é que define o que acontecerá adiante de nós.

4. Evangelismo

a. Ore para que as pessoas de sua célula recebam e creiam na visão de Deus para suas vidas para experimentarem os milagres de Deus.

b. Ore sempre pelas necessidades das pessoas (pode fazer uso da cadeira da bênção para esta oração).

c. Aproveite para levar as pessoas que ainda não conhecem a Jesus a se entregarem a ele.

d. Ore pelas pessoas que estão na lista de oração. Faça algo criativo para elas sentirem verdadeiramente que esta lista é muito importante.

e. Dê os avisos necessários.

f. Orem pela liderança da sua igreja e da Rede Apostólica.

g. NUNCA deixe de compartilhar os objetivos da célula, discutir como estão avançando nestes objetivos, estabelecer estratégias e orar por eles. Faça SEMPRE isto.

h. Não esqueça de fazer mensalmente a REUNIÃO FESTIVA para facilitar trazer novas pessoas para a célula.

Observação: Estamos num momento delicado de nossa história. A Bíblia diz: “A esperança que se adia faz adoecer o coração” (Pv 13:12). Muitas pessoas estavam muito esperançosas que este ano voltaríamos a normalidade e muitos dos projetos que tinham poderiam ser colocados em prática. Mas a pandemia está se prolongando e piorando. Neste momento é muito importante reafirmar as promessas de Deus, gerando esperança e fé, nos membros de nossa célula para não esmorecerem e entrarem num momento depressivo em suas vidas.

08/03/2021

Veja Mais...

08/Fev/2021

LIÇÕES DE CANAÃ.

 
01/Fev/2021

O PODER DA UNIDADE.